Por um ano mais gentil

“2014 foi o ano mais difícil da minha vida” deve ser a frase mais lida nas redes sociais e ouvida nas mesas de bar neste início de ano.

Não acho legal fazer parte de um clichê, mas como posso definir esse ano doido e doído se não for para dizer que foi, também, o mais difícil da minha vida?

Não posso falar de 2014 sem começar dizendo que perdi minha mãe, meio de repente, e uma tia que sofria há décadas. E com isso vi minha avó querida sobreviver a duas filhas e acumular uma perda à outra em um intervalo de quatro meses. E vi essa mesma avó querida aguentar esse tranco e se manter como um exemplo de resiliência para a família e os amigos que convivem de perto com ela.

Atravessei o primeiro semestre entre visitas quase diárias ao hospital, com um breve intervalo para uma viagem de férias que já estava programada há tempos. Tive meu carro rebocado e briguei durante três meses com a (ex)operadora de celular que, depois de fazer uma cobrança errada e não me mandar a conta com o valor correto, teve a pachorra de cortar minha linha um dia após a missa de sétimo dia da minha mãe. Pensem em uma pessoa descontrolada.

No dia da abertura da Copa do Mundo, torci o pé. O filho foi para a colônia de férias e eu, para a casa do namorado, para ser paparicada e ficar um pouco alienada do mundo que celebrava gols enquanto eu chorava perdas.

Eles tomando rasteira e eu de pernas pro ar.

Passei dois meses desse ano (doido e doído, eu disse) desmontando o apartamento onde cresci com meus irmãos e onde mamãe viveu durante quase 40 anos. Um apartamento lindo, cheio de histórias e memórias, mas, mais pragmaticamente falando, cheio de coisas que tiveram que encontrar outros destinos, pois sua dona já não está mais aqui para usá-las. Foram muitas e muitas viagens ao asilo da igreja, com o carro cheio; foram telefonemas para a Comlurb retirar entulho; foram tentativas de venda de móveis maravilhosos – só uma deu certo, e as outras viraram presentes para pessoas queridas.

Depois de esvaziar tudo, foi a hora de cuidar de encher de novo, com as minhas coisas e da minha irmã e de nossos filhos, porque agora vivemos na República dos Primos, naquela casa que já nos viu crescer e agora dá abrigo à nossa maturidade e a novas infâncias.

Esvaziei também o apartamento onde morei por mais de nove anos, que me acolheu quando me separei e que viu meu filho crescer. Embora a mudança tenha me trazido muitas coisas boas, inclusive me libertar do aluguel, foi com certa melancolia que vi novamente tudo vazio, do jeito que estava quando entrei lá pela primeira vez, com minha amiga Dedeia ao lado, e nos deparamos com aquele Pão de Açúcar tão óbvio e ululante abençoando meu recomeço.

ele chegou pequenino e saiu quase do tamanho da mamãe…

Essa foi minha casa durante nove anos…

…e essa, pela vida inteira.

Desisti de dar aulas, pelo menos por enquanto. Percebi que preciso de tempo para ficar em casa, descansar, quem sabe estudar um pouquinho. A aventura foi boa, mas é tempo de pausar.

2014 não foi fácil. Terminei o ano completamente diferente do que comecei, e acho que isso deve ser bom. Mas neste momento, olhando para este 2015 novinho que se apresenta, só peço que ele seja mais gentil comigo. Estou precisando.

-Monix-

6 Respostas

  1. Dos posts mais lindos e emocionantes que já li por aqui. Um 2015 gentil e renovado pra você, querida!

    Gostar

  2. O ano pode ter sido doído, mas ler os seus textos
    é um prazer. Feliz 2015. Bjs

    Gostar

  3. 2015 vai saber ser gentil e generoso com vc. E se ele não for, bem, estou aqui, estamos todos, seus amigos que te amam, pra segurar na sua mão e mergulhar fundo com vc. Mas por enquanto, chega de caixas, né?🙂 Que venha a República dos Primos, uma ideia que só podia vir de 2 Hermiones! Que vcs sejam muito felizes por aí!🙂

    Gostar

  4. Somos ambos, Mônica. Um beijo.

    Gostar

  5. Monix, que vontade de te abraçar :o)
    2015 será mais gentil com você!

    Gostar

  6. […] plano pessoal, só o que eu esperava era um ano mais gentil. Se consegui, foi porque Urano, Saturno e Plutão também passaram por aqui fazendo sua […]

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: