Parabéns, Rio

660f9526eb5d17bef4b0241a7dc2a5c2

Sim, eu tinha que dar os parabéns ao Rio pelo aniversário e,  claro, e tinha que ser com uma imagem e uma canção. A foto mostra o Maracanã, a linha férrea e o subúrbio, esse Rio que me pariu e a quem eu devo o que sou. A música é de um baiano e foi magistralmente cantada por uma gaúcha, porque o Rio é tão deles quanto meu, é de quem ousa viver aqui sentindo a tensão e o tesão de ser carioca, esse estado de espírito em moda há 450 anos.

 

Onde será que isso começa
A correnteza sem paragem
O viajar de uma viagem
A outra viagem que não cessa

Cheguei ao nome da cidade
Não à cidade mesma, espessa
Rio que não é rio: imagens
Essa cidade me atravessa

Ôôôôôôô ê boi! ê bus!

Será que tudo me interessa?
Cada coisa é demais e tantas
Quais eram minhas esperanças?
O que é ameaça e o que é promessa?

Ruas voando sobre ruas
Letras demais, tudo mentindo
O Redentor, que horror! Que lindo!
Meninos maus, mulheres nuas

Ôôôôôôô ê boi! ê bus!

A gente chega sem chegar
Não há meada, é só o fio
Será que pra meu próprio rio
Este rio é mais mar que o mar?

Ôôôôôôô ê boi! ê bus!
Sertão, sertão! ê mar

O nome da cidade, Caetano Veloso

 

Helê

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: