tumblr_n1d27dCHva1r4zr2vo2_r1_500

(headlikeanorange: (Joshua VP)

Tem a crise. Ok, é real, taí. E tem o mimimi da crise. E a reiteração da crise, over and over, quase uma campanha para assegurar que estamos, de fato e irremediavelmente, na crise. Eu, que há muito perdi o hábito de assistir a telejornais , vi outro dia o início do Bom dia Brasil e era algo como “Cresce o desemprego. Diminuem as vagas na indústria automobilística. A ameaça chega também ao setor público”. Em outras palavras: não tá fácil pra ninguém, tá ruim pra todo mundo e a tendência é piorar. Uma conhecida contou de uma matéria sobre o Dia das Crianças em que uma delas falava… da crise. Parece data comemorativa no Facebook, todo mundo falando do mesmo assunto, e sempre mais do mesmo. Que. Sa.co. Pô, se eu estiver num barco que está fundando não vou ficar repetindo “Tá afundando! tá afundando! tá afundado! “. Vou pedir ajuda ou ficar quieta, que muito ajuda quem não atrapalha. Por tudo isso estou ouvindo Supertramp, o disco* “Crisis? What crisis?”.

Era isso, só um desabafo.

81Y0kvZEVaL._SL1422_

*#medeixaqueeusoudessetempo

Helê

Uma resposta

  1. É a velha questão de tentar validar sua própria ideologia, nesta história de fazer um eco infinito para o problema. Tem gente mais preocupada em ver confirmadas suas crenças sobre onde está a diferença entre o Bem e o Mal (e os bons e os maus) do que em pensar soluções pro país de todos, né não? Bjs!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: