Musa inspiradora

Quem lê nossa newsletter (ué, você não lê? Não sabe o que está perdendo, corre lá e assina) recebeu recentemente uma edição em que relembramos a origem do nome deste blogue. E essa história não pode ser contada sem lembrarmos da Nina, amiga da velha guarda do Mothern, nossa semente, onde tudo começou. Lá na época dos blogues-raiz eu já dizia, e cada vez acredito mais nisso: não existem amizades “virtuais”; aliás, é muito importante lembrar que o ambiente digital faz parte do mundo real. O que acontece aqui é percebido como real porque, adivinhem!, é real.

Aí que semana passada eu fui a Porto Alegre para um congresso, e não podia perder a chance de encontrar pessoalmente, pela primeira vez depois de 16 anos, essa amiga que foi muito importante em momentos decisivos da minha vida, e que eu nunca tinha abraçado antes. É difícil explicar, mas é assim mesmo: um vínculo que não conhece limitações de espaço nem tempo.

E novamente lembro de uma newsletter recente (é sério, a gente faz um blogue paralelo que chega direto no seu e-mail, se você não assinou, assine) em que falamos sobre nossas “caras metade”, ou seja, os melhores leitores do mundo: vocês. Então, acrescentando mais uma à nossa série “Eu ❤ Leitoras”, aquela em que as blogueiras é que pedem foto, fica aqui o registro desse encontro emocionante com a nossa musa inspiradora.

-Monix-

Eu e Nina, uma amizade que demorou 16 anos para se transformar em abraço
Anúncios
%d bloggers like this: