Machado Negão

No aniversário de 180 anos de Machado de Assis, o reconhecimento de seu pertencimento étnico ainda gera discórdia. A foto colorizada para reproduzir seu tom de pele mais próximo da realidade agradou à militância, mas houve reações, como a de um colunista (branco) que escreveu que não devemos acorrentar Machado à cor da sua pele; ele é um escritor humano. Típico argumento racista sacado sempre que os pretos estão em posição de vantagem ou superior aos brancos: imediatamente lembram da nossa “humanidade” e desvalorizam a importância da cor da nossa pele. Não vou dar o crédito ao racista da ocasião, prefiro mantê-lo acorrentado a sua ignorância e irrelevância. Vou festejar Machado de Assis, considerado o maior escritor brasileiro, e sublinhar sua negritude sim porque representatividade só não importa para privilegiados e ignorantes.

Helê

2 Respostas

  1. 👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: