Nada mesmo?

A frase é tão comum que virou clichê: “não me arrependo de nada que fiz, só do que não fiz”. Besteira, né? Como eu mesma já disse isso (eu era jovem, se é que faz diferença), devo começar me arrependendo disso.

Quem em sã consciência pode dizer que não se arrepende de nada do que fez? Peloamor. Parafraseando Fernando Pessoa, eu tantas vezes fui racista, elitista, egoísta, materialista e tantos outros “istas”. Vocês não?

E quantas vezes gastei dinheiro à toa, gritei com quem não merecia, deixei passar uma oportunidade legal, fui a um lugar que não queria, não fui a um lugar que queria? Vocês nunca?

Olha, pra mim tem dois tipos de pessoas que podem dizer que não se arrepende de nada: as muito esquecidas ou os condutopatas.

-Monix-

Uma resposta

  1. Eu me arrependo, graças a deus. De coisas específicas (aquele dia que eu fui pra casa dele e não deveria) e de coisas gerais, como alguns porres. Deus me livre dessa retidão de opinião que não aceita revisão!
    Helê

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: