Salve o Almirante negro, viva João Cândido!

Almirante João Cândido Felisberto (1880-1969), conhecido como

 

CE aprova projeto que inscreve nome de João Cândido no livro Heróis e Heroínas da Pátria

Talvez por ser, como já disse aqui, neta de marinheiros negros, talvez por ter conhecido essa história muito cedo por um dos meios que mais e melhor me formou, a música brasileira, a história de João Cândido me comove profundamente. Sinto-me impressionada com sua força e inconformada com a perseguição que até hoje, mais de um século depois, ele ainda sofre. Soube pelo twitter hoje de manhã sobre essa votação no Senado, e também sobre a posição abjeta da Marinha. Incapaz de impedir novamente a votação (já havia manobrado pelo adiamento anteirormente), enviou uma nota técnica tão pífia e desconexa quanto desculpa de jogador de vôlei homofóbico. Classifica a Revolta da Chibata como um “acontecimento triste” em que todos os envolvidos “tiveram omissões”, o que não justifica “exaltar ações de revoltosos”. Perderam uma excelente chance de ficarem calados, como apontou a dra. Rita Cristina, autora de um bem escrito artigo e também do tuíte que chamou minha atenção para o assunto (obrigada!).

Revolta da Chibata - Navio BA com Nascimento

Chocante que as forças armadas (assim mesmo, em minúsculas, que é o que fazem por merecer) sempre foram ao longo da história brasileira uma possibilidade de emprego dígno para a massa pobre e preta da população, vistas com respeito e admiração e, no entanto, as corporações têm por esses mesmos estratos sociais o desprezo das “elites”. A história de João Candido não temina com o fim da Revolta – a BBC Brasil tem uma extensa matéria sobre o Almirante, que foi traído, caçado, preso e atormentado, num comportamento aviltante para uma insitutição que se pretende zelosa dos mais altos valores da nação (Malditos Milicos!®) Perseguido até o fim da vida, até na sua morte, até ontem, quando a Marinha se deu ao trabalho de contestar um reconhecimento já estabelecido há muito tempo na sociedade, à revelia de sua opinião: João Cândido, o Almirante Negro, é um herói do Brasil. O Senado Federal só fez legitimar o que Aldir Blanc e João Bosco eternizaram em canção, e que encontra ressonância aqui no meu  DNA negro e marítimo.

Glória a todas as lutas inglórias que através da nossa história não esquecemos jamais!

Helê

PS Portantíssimo: Ainda na editoria relações raciais no Brasil, o STF decidiu ontem (28/10/21) , que o crime de injúria racial se equipara ao racismo e, por isso, é imprescritível, ou seja, pode ser punível a qualquer tempo. Ou seja: Fogo nos racistas forever, sem prescrição!

®vinheta do Medo e Delírio em Brasília

2 Respostas

  1. Que post lindo e emocionante. Essa filha de marinheiro, que embora branco, é nordestino e pobre, se sente contemplada demais com suas palavras.
    Que as pedras pisadas do cais sejam monumento eterno, concreto e popular, a este herói inconteste do nosso panteão.

    Que assim seja, Ana! Foi escrito com emoção também
    Obrigada,beijo!
    H.

    Liked by 1 person

  2. depois de todo o vexame do especialista em logística, que por interesses outros, não conseguiu organizar uma distribuição de vacinas, mais esse ato vexatória. adoram jogar os maus feitos para debaixo do tapete. sempre ouvir que os colégios militares eram excelentes. dados os exemplos, dá para acreditar que fake news abundam nesse país há tempos.
    ótimo post como sempre.

    Eles repetem há tanto tempo essa ficção de que são competentes e eficientes que acabaram acreditantdo nela. Mas a cada dia que passa essa percepção se resgringe mais a eles – ou assim espero!
    Beijo, querido!
    H.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: