Equinócio, primavera

Ela chegou hoje, a Primavera que me faz sentir com mais intensidade e amor o mês de Setembro, justo quando ele começa a se despedir – não sem antes me carimbar uma nova idade, renovar minhas esperanças, rever meus desejos e me impulsionar para luz. Que é minha órbita natural mas há, como se sabe, tropeços, poeira cósmica, meteoros de tamanhos diversos, eclipses e muito imprevisto. Vez por outra, desvio da trajetória, permaneço na sombra mais do que o recomendável, mas é a luz que procuro, dela me alimento e me constituo.

Curiosamente, nesse equinócio eu me percebi entre duas emoções intensas, aquelas provocadas pela recente viagem à Nova York com minha filha (The 15/50ish Tour) e aquelas que projeto e anseio para o aniversário próximo, de 50 anos (and counting). Eu, que já gosto de comemorar, inventar nomes e modas em todo 27 de setembro, me sinto especialmente tocada pela celebração de meio século de vida, a mudança da Casa do Quarenta, a ampulheta do tempo, suas alegrias, alguns temores. Atenta, me percebo nesse hiato de alegrias, um tanto fora da rotina, mas muito presente.

Equinócio, equilíbrio. Libra, livre (como sempre quis), leve (como espero ser).

(Ah, gente, é só isso mesmo, uns pensamentos soltos, umas aliterações pseudo poéticas e nenhuma conclusão. Relevem e colaborem, que fazer 50 anos é potente e bonito, mas não fácil – depois ajudo todos vocês, prometo. )

Helê

PS: Sobre colaborar e inventar moda, eu criei uma playlist colaborativa (e comemorativa) no Spotify, chamada 50 músicas para Helê. Se tiver uma música que você acha que tem a ver comigo, de algum modo, adicione a essa playlist; receberei como um presente 😘)


Leão ❤

O sol deixa Leão hoje mas eu não poderia deixar de fazer esse carinho nas leoninas e leoninos fiéis ou aleatórios aqui do blogue. Afinal, eu sou a auto-intitulada Guardiã das Tradições Recentes. Um beijo para cada um; vamos juntos passar por Virgo aguardando chegada de Setembro, da Primavera e do meu aniversário! 😀

Helê, of claro

Monix Day – edição 2019

É hoje, gente!

Dia de afofar nossa mais recente mestra, nossa querida Hermione que também atende por Aria Stark, e é só charme discreto e sorriso nesse flagrante obtido por um dos muitos paparazzi que nos perseguem, hahahaha! Mandem comentários, felicitações, presentes, elogios, fofices – nudes não, que a moça é comprometidíssima.

Queridona, vou pegar todos os desejos dos últimos Monix day e dobrar a meta, combinado? Seja feliz sem moderação.

Amo você,

Helê

Eu estou feliz porque sou da sua Companhia

Helê

Salve São Sebastião


Saint Sebastian Healed by Angels,
Pieter Paul Rubens 

Brasil
Tira as flechas do peito do meu Padroeiro
Que São Sebastião do Rio de Janeiro
Ainda pode se salvar

Saudades da Guanabara, Moacyr Luz

Helê

Abecedário 2018

Aprendi ontem com meu cientista favorito que o mês de Janeiro deve seu nome ao deus romano Janus, responsável pelas transições, passagens, mudanças, términos e começos. Por isso sua representação olha ao mesmo tempo para o passado e para o futuro. Então, sob as bençãos de Janus, faço aqui a retrospectiva do ano que terminou ontem, ainda buscando inspiração e força para viver com esperança o ano que começou hoje.

 Helê

Ao mestre, com todo carinho

Acreditando no poder do afeto, no Dia do Professor enviamos todo o nosso carinho para Thiago dos Santos Conceição, que mesmo desrespeitado e ameaçado em sala de aula, saiu do episódio reforçando sua crença na educação e interpretando o condenável comportamento dos alunos como um pedido de ajuda.

Somos, nosostras, filhas de professoras. Ficamos muito tocadas com a situação do professor Thiago, que teve alguma repercussão aqui no Rio de Janeiro mas foi rapidamente esquecida tanto pela velocidade dos acontecimentos quanto pelo noticiário eleitoral. A situação vivida por ele destampa uma panela de deficiências no ensino que a classe média, que pode pagar (com maior ou menor sacrifício) por uma escola particular, nem sabe que existe. Escolas sem orientação pedagógica, professores sem apoio de nenhum tipo, o adoecimento e consequente evasão desses profissionais foram apenas alguns dos problemas evidenciados nessa situação do professor Thiago. Que tal a gente discutir questões reais como essas, ao invés de kits imaginários?

A propósito: entre o milico e o professor não temos a menor dúvida sobre a resposta certa. Parabéns pra você também, Prof. Haddad!

Las Dos Fridas

%d bloggers like this: