Ovos com estragão à la Jane Austen

A sra. B – obedeceu, batendo os [quatro] ovos levemente para misturar as gemas com as claras.

Seguindo as instruções de lady Cumberland, ela passou os ovos por uma peneira, para remover o filete e misturar melhor a clara e a gema sem gerar espuma, o que pode ser “tão desagradável”.

Mal tinha levado a tarefa a cabo, quando acrescentou o estragão, de que agora gostava. Não conseguia esconder seu entusiasmo pela combinação dos ovos com estragão e antecipou o momento feliz em que os veria juntos sobre a torrada.

Pegando metade da manteiga, a sra. B – passou na panela e declarou que se tratava do ingrediente mais dócil de todos.

Acrescentou o resto da manteiga em pedacinhos à mistura, junto com o sal e a pimenta,antes de cozinhar tudo em um fogo brando, mexendo sem parar, até o fundo da panela.

Assim que a liga pareceu se fortalecer, ela tirou o prato do fogo e continuou a mexer; o calor era suficiente para terminar o cozimento antes que os ovos ficassem secos demais.

A receita genial, à moda de Jane Austen, é um dos contos do livro “A Sopa de Kafka – uma história completa da literatura mundial”, que ganhei dos meus amigos Cláudio Luiz, Fal, Vera, Ana Paula, Dedeia, Renata e a sócia Helê, numa cesta com todos os ingredientes necessários e mais uma garrafa de prosecco para acompanhar o brnch – provavelmente o presente mais criativo que já ganhei.

O livro é sensacional. Imperdível e necessário para amantes da literatura e da gastronomia.

-Monix-

Anúncios
%d bloggers like this: