Dia 4 – Melhor diretor

Billy Wilder. Este eu consigo dizer sem dúvida nem medo de estar esquecendo de algum outro que pudesse ocupar o posto de “melhor”.

Sou absolutamente fã do diretor, e ao meu lado tenho uma legião de cinéfilos e cineastas que também o são. Há vários motivos para se admirar o austríaco que fez carreira na Hollywood dos anos 1940, 1950 e 1960, a fase áurea do cinema no século XX, na minha opinião. Alguns deles são Sabrina, Se Meu Apartamento Falasse, Irma La Douce, A Montanha dos Sete Abutres, Crepúsculo dos Deuses, Quanto Mais Quente Melhor, dentre tantos outros. É impossível dizer qual é a obra-prima deste artista, pois são várias.

 

 

 

Para mim, o que qualifica Wilder ao posto de melhor diretor é a facilidade com que ele transita por diversos gêneros cinematográficos. A impressão é que com exceção de ficção científica, terror e western, ele fez de tudo.

-Monix-

 

Bom finde!

(From flickr.com)

Helê

%d bloggers like this: